Críticas | Beekeeper – Rede de Vingança

“Beekepper – Rede de Vingança” estreia em 11 de janeiro nos cinemas brasileiros.

Críticas Beekepper - Rede de Vingança
Jason Statham é o protagonista do filme. (Foto: Reprodução)

É fácil reconhecer a importância de abelhas dentro de um ecossistema. Além de ser polinizadoras, algo de extremamente valioso para a flora, esses insetos voadores são inteligentes e convivem em sociedade hierárquica nas colmeias. Utilizar metáforas de abelhas para centralizar o enredo de um filme de ação, parece acertado – principalmente para mostrar o status de Jason Statham como protagonista de produções do gênero.

Dirigido por David Ayer (Esquadrão Suicida; 2016) e escrito por Kurt Wimmer (Os Mercenários; 2023), Beekepper – Rede de Vingança é sobre um ex-agente de uma organização clandestina que, após a vizinha cometer suicídio ao cair em um golpe financeiro, decide se vingar da empresa responsável.

Mesmo que o trailer possa estragar surpresas do enredo, como a empresa está conectada com grandes nomes e outras organizações estadunidenses, o longa-metragem consegue entreter com suas reviravoltas. Há momentos que poderiam ser simplificados, mas exaltam algumas atuações e os momentos envolvendo lutas e o sangue.

Statham cementa ainda mais seu espaço como uma grande estrela de filmes de ação. Durante os 105 minutos de filme, diversas cenas mostram esse poderio do ator e como Ayer amadureceu a maneira de dirigir tais momentos. A dupla formada por Emmy Raver-Lampman e Bobby Naderi, agentes do FBI, é bem interessante durante a progressão do longa-metragem, assim como a improvável entre Josh Hutcherson e Jeremy Irons.

Apesar disso, o filme possui uma dinâmica desfavorável, com um atropelamento do desenrolar dos acontecimentos. A necessidade de ser rápido faz com que o longa-metragem perca o fator de aproximação com o público. Anedotas sobre abelhas amplificam essa conexão com momentos chave do enredo – e encaixam na própria trajetória do protagonista -, mas acredito que poderiam existir mais algumas informações sobre quem são esses apicultores, como são escolhidos, trazer o passado que faça o público compreender outras decisões do personagem de Statham.

No fim, Beekepper – Rede de Vingança é o filme perfeito para mostrar Jason Statham em cenas de luta variadas, cujo enredo poderia ser concentrado. Um elenco de apoio carismático, liderados por Raver-Lampman e Hutcherson, conseguem fazer a história render para o público, enquanto talvez abre portas para explorar mais sobre essa organização clandestina.

Beekepper – Rede de Vingança estreia amanhã, 11 de janeiro, nos cinemas brasileiros.

Nota:

Avaliação: 3 de 5.

Ative o JavaScript no seu navegador para preencher este formulário.

Comentários

Descubra mais sobre Entre Séries

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading