Críticas | Red – Crescer é uma Fera

“Red — Crescer é uma Fera” está disponível desde 11 de março pelo Disney+.

Red Crescer e uma Fera
“Red Crescer é uma Fera” é o 25º filme da Pixar. (Foto: Reprodução)

Qualquer pessoa que passou pela adolescência, sabe que a fase é uma tortura. Enquanto passamos pela transição mais profunda da nossa vida, ainda precisamos entrar em contato com nossas próprias experiências para determinar quem somos.

Red – Crescer é uma Fera, o 25º filme da Pixar, conta a história de Meilin “Mei” Lee, uma adolescente de 13 anos, vivendo em Toronto, no Canadá, em 2002. Sendo considerada a filha perfeita, ela descobre que sofre de uma maldição familiar que, quando suas emoções estão desenfreadas, acaba se transformando em um Panda-Vermelho Gigante. Com isso, precisa aprender a controlar suas emoções, além de enfrentar tensões familiares para compreender quem é.

Dirigido por Domee Shi (diretora do curta-metragem Bao), e baseado em roteiro escrito por ela e Julia Sho, o filme animado honra as tradições chinesas e entrega o ápice do início dos anos 2000, com uma boy band que poderia, facilmente, estar no Top 100 da Billboard da época. O estilo de animação é encantador, enaltecendo as loucuras da fase de crescimento e a época em que é ambientado.

A relação mãe e filha também é explorada de forma incrível, algo que se assemelha ao de Valente (2012), também filme da Pixar. Ming e Mei protagonizam momentos que são, facilmente, identificáveis, que consegue permear através do zelo em excesso — e da necessidade da chamada perfeição e do controle emocional.

Advertisements

No fim, Red — Crescer é uma Fera é um filme que brinca com as emoções adolescentes e com o legado familiar, sendo encantador e um sopro de originalidade para temas recorrentes na transição mais desafiadora da vida.

Red — Crescer é uma Fera está disponível desde 11 de março pelo Disney+.

  • Ana Guedes

    Adoradora de spoilers e informações desnecessárias.

Descubra mais sobre Entre Séries

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading