Críticas | Vidente por Acidente

“Vidente por Acidente” estreia em 18 de abril nos cinemas.

Críticas Vidente por Acidente
Otaviano Costa é o protagonista do filme. (Foto: Divulgação)

Comédias brasileiras possuem um DNA próprio, principalmente quando desejam ser a epítome do ano de lançamento. Muitas vezes, se tornam produções com data de validade e precisam de contexto para serem apreciadas de maneira, no mínimo, razoável. Isso é, em parte, de como é o consumismo atual, incluindo na indústria audiovisual, vê a necessidade de ser apenas algo momentâneo, e não necessariamente longevo.

Com isso, Vidente por Acidente, novo filme da Conspiração Filmes em coprodução com a Star Original Productions, sofre desta vontade de ser relevante apenas para o agora (e um agora muito passageiro).

No filme, acompanhamos a história de Ulisses (Otaviano Costa), arquiteto que está vivendo uma crise existencial e não sabe se está na carreira certa. Ao ler uma entrevista como um coach que promete dizer sua verdadeira vocação, decide dar uma chance e busca a mulher. Após tomar um chá suspeito oferecido pela profissional em um ritual pra lá de estranho, Ulisses apaga e, ao acordar, descobre que foi roubado de todos os seus pertencentes. Porém, logo descobre que agora possui o dom de, em apenas um toque, descobrir a verdadeira vocação da pessoa.

Assim como diversos filmes de comédia brasileiros, Vidente por Acidente se apoia bastante em piadas de momento atual e participações especiais de alguns nomes importantes do cenário popular do país. A direção de Rodrigo Van Der Put é simples, com o roteiro de André Brandt e Gui Cintra não entregando grandes desenvolvimentos do enredo para além dos efeitos cascata do poder de Ulisses.

Costa se aventura com seu personagem, com seu carisma sustentando boa parte da narrativa e a empatia do público. Totia Meirelles, Evelyn Castro, Jamily Mariano, Katiuscia Canoro, Macla Tenório e Victor Lamoglia completam o elenco principal, com seus momentos de explorarem seja algo mais cômico ou sóbrios dentro dos quase 90 minutos de duração do longa-metragem.

Assim, Vidente por Acidente não é algo que saia da curva em relação a outros projetos do gênero. Explorando as crises de meia-idade e o que significa vocação, o filme é capaz de entregar momentos cômicos que atiçam risadas. As muletas para piadas focadas no agora ou que precise do conhecimento prévio do público, atrapalha a possibilidade de explorarem mais sobre a proposta, assim como personagens secundários não terem explorados ou explicados durante a duração do longa-metragem.

Vidente por Acidente estreia em 18 de abril nos cinemas.

Nota:
Ative o JavaScript no seu navegador para preencher este formulário.

Anúncios

Descubra mais sobre Entre Séries

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading