Críticas | Garfield: Fora de Casa

“Garfield: Fora de Casa” estreou em 1 de maio nos cinemas brasileiros.

Garfield: Fora de Casa está nos cinemas do DF - AQUI TEM DIVERSÃO
Foto: Reprodução

O gato mais amado das animações está de volta, e desta vez, nas telonas do cinema. Em Garfield: Fora de Casa, além de comer muita lasanha e pizza, ele irá se meter em muita confusão. Garfield se reencontra com sue pai, que há muito tempo estava desaparecido e acaba o atraindo para um assalto de uma fazenda perigosa. Fora de casa, junto a Odie e seu pai, eles terão que aprender a trabalhar juntos nessa nova aventura.

Dirigido por Mark Dindal, o filme transmite diversas mensagens interessantes para a família. Desde o relacionamento de Garfield com seu pai, até como se portar no mundo afora, em vez de dentro de casa. Acima de tudo, ele traz a mensagem do companheirismo e o amor que prevalece, acima de tudo. Na versão original do filme, Garfield é dublado por Chris Pratt, ator conhecido por seu papel de Starlord em Guardiões da Galáxia. Já na versão brasileira, é dublado por Raphael Rossatto, que soube interpretar perfeitamente o humor rabugento do gato laranja que todos amam.

Com uma hora e quarenta de duração, o filme consegue entreter do começo ao final. Garfield: Fora de Casa possui diversas resoluções mirabolantes para os problemas que aparecem ao decorrer da história, o que é comum em filmes infantis. Odie, o cachorro de estimação de Jon, mesmo sem ter falas consegue arrancar risadas toda vez que aparece na telona.

Por fim, Garfield: Fora de Casa é um ótimo filme para levar a família ao cinema e garantir um passeio divertido. Além de trazer momentos fofos de Garfield e seu dono Jon, ele ainda arranca risadas com as confusões em que os personagens principais participam.

Nota:
Ative o JavaScript no seu navegador para preencher este formulário.

Anúncios

Descubra mais sobre Entre Séries

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading