Críticas | Fazendo Meu Filme

“Fazendo Meu Filme” estreia em 14 de fevereiro no catálogo do Prime Vídeo.

Críticas Fazendo Meu Filme
“Fazendo Meu Filme” é baseado no livro escrito por Paula Pimenta. (Foto: Prime Video/Divulgação)

E o catálogo de filmes nacionais, baseados em histórias literárias, vem ganhando cada vez mais espaço nos streamings, e novamente o Prime Video fará um grande lançamento no qual a produção carrega inúmeros fãs e leitores apaixonados de uma das maiores autoras nacionais, a autora Paula Pimenta. Estou falando da história do livro nacional que conquistou não só o Brasil mas também vários países pelo mundo, Fazendo Meu Filme.

Para quem não conhece, Fazendo Meu Filme é uma série de quatro livros e o grande lançamento do Prime Video é baseado apenas no primeiro livro da série.

Na sinopse, o longa-metragem conta a história de Fani, uma menina de 16 anos, sonhadora e apaixonada por cinema, que tem no seu melhor amigo, Leo, o grande parceiro de todas as horas. Fani vive pensando em sua vida como se fosse um filme em que cada amigo e cada paixão tem um papel de destaque. Durante o ano letivo, sua mãe insiste que ela participe de uma seleção para fazer intercâmbio no exterior e passar um ano em Londres. A perspectiva de sair do país a assusta e ela tem de lidar com seus sentimentos e conflitos internos ao se descobrir apaixonada por alguém inesperado.

O filme, que tem em média 1 hora e 30 minutos de duração, nos traz a história já conhecida de Fani Belluz que os leitores de Paula Pimenta já conheciam e amavam em forma de imagens. E aqui já começo dizendo aqui que não há “um filme baseado” e literalmente um filme da história, tamanho o grau de fidelidade da história narrado no livro e narrado no longa. Os leitores vão notar logo na primeira cena o que o filme traz falas idênticas ao livro e vão se arrepiar ao longo do filme em como isso é algo recorrente durante toda a história.

Como leitora da Paula e de Fazendo Meu Filme, confesso aqui que inúmeras vezes eu me emocionei em como a produção do filme juntamente com Paula Pimenta que participou de toda a produção, desde roteiros, gravações e afins, respeitaram e mantiveram a história extremamente fiel ao que já conhecíamos do livro, com essas falas iguais que tiveram o poder de me teletransporta para dentro do livro novamente só que agora vendo cenas na tela e com os personagens com rostos reais.

Esse já é o primeiro é grande ponto de destaque do filme, mas não foi só a fidelidade do roteiro que emociona e arrepia, mas também a entrega dos atores em caracterização, expressões e atuações impecáveis, fazendo você sentir semelhanças absurdas com os personagens que os leitores já conhecem do livro.

Para mim todos os atores principais deram um show de atuação, conseguiram se destacar tanto individualmente, como também em grupo, fazendo a gente sentir toda a sincronia que eles tiveram no set e que eles deram tudo de si para ser de fato como se os personagens tivessem pulado para fora das páginas, diferentemente para a tela. Todos foram brilhantes, mas preciso dar um destaque para os protagonistas Bela Fernandes e Xande Valois, que são os grandes mocinhos e que mais os leitores queriam saber se eles dariam conta do recado de darem vida a um dos casais mais amados da literatura. E posso dizer? Eles não só deram conta como fizeram os personagens serem ainda mais brilhantes.

Foto: Prime Video/Divulgação

Xande Valois se tornou O Leo dos livros. E assustador o quanto ele criou todas as características do personagem dos livros para si e se tornou o próprio Leonardo Santiago que já amávamos no livro. Tanto em suas cenas sozinho, como com os outros atores, Xande consegue mostrar toda sua entrega e semelhanças com o Leo, fazendo você se encantar mais ainda pelo personagem que já tinha o coração dos leitores de Paula Pimenta.

Bela Fernandes e aquela atriz que você olha e diz: ela nasceu para ver a Fani. Em diversos momentos eu me emocionei com sua entrega, como ela conseguiu passar com perfeição as emoções da Fani em saber que iria fazer intercâmbio, quando percebe que também ama o melhor amigo, em mostrar o amor da Fani pelos filmes, e em tantos outros momentos. Ela me fez sentir tudo que senti lendo o livro, é me encantando pelo jeitinho meio chorão, mas tão único e especial da Fani, e algumas cenas eu parava, os olhos enchiam de lágrimas e eu dizia para mim mesma “ela é a Fani dos livros”. Se preparem para se emocionar de uma forma única e para se encantarem mais ainda pela Fani.

Foto: Prime Video/Divulgação

Pedro, Kiria, Julia e Alanys brilham em seus personagens também tanto individualmente quanto em conjunto com os outros, nos fazendo sentir que os personagens do livro literalmente saltaram das páginas e foram para a tela, fazendo você querer ver mais e mais cenas do grupo junto e fazendo você se encantar e se apaixonar mais ainda por cada um deles. Inclusive as cenas entre o trio de amigos Fani, Gabi e Natalia são acolhedoras e mostra toda a cumplicidade e união das amigas em prol de ajudar a Fani seja no que for. 

Outro ponto de destaque do filme foi a forma como abordaram o amor da Fani pelos filmes e de como fizeram para que nós tivéssemos a mesma sensação de estar lendo o livro, que foi a quebra da quarta parede que são os momentos em que a Fani olha para câmera para termos a sensação que ela está mesmo nos contando tudo que ela está vivendo ali. Esse ponto faz você se sentir mais ainda dentro da história e faz você se emocionar mais ainda com cada detalhe é cena que são mostradas e abordadas. A abordagem do amor da Fani pelos livros e algo tão único que não darei spoiler, pois acredito que todos precisem se surpreender com a abordagem feita e para mim foi espetacular e faz você entender porque os filmes e o cinema são a vida da nossa protagonista.

Há sim algumas mudanças comparadas com o livro, mas foram mínimas e as mais notáveis para mim foram extremamente positivas e deixaram inclusive a história mais fluida, e acredito que a maioria dos leitores pensará o mesmo.

Como um todo, Fazendo Meu Filme é uma adaptação digna do livro. Todos os elementos, como atuação, cenários, caracterização, os pontos-chave dos anos 2000 e falas idênticas ao livro, fazem termos uma das melhores adaptações literárias já feitas e vai emocionar muito os leitores que também esperam há anos por essa produção. E para quem nunca leu a história dos livros de Paula Pimenta, vocês vão conferir um filme de amorzinho digno de arrancar suspiros e fará você se apaixonar pela história de amor entre Fani e Leo.

Eu e a Fani sem dúvida alguma, damos 5 estrelinhas para esse filme que vai ganhar seu coração e deixar você desejando que os próximos livros de fazendo meu filme também sejam adaptados.

Nota:
 

Descubra mais sobre Entre Séries

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading

Sair da versão mobile