Oscar 2024: Conheça os filmes dirigidos por mulheres

Conheça os filmes dirigidos por mulheres que estão na disputa pela estatueta em diversas categorias.

Oscar 2024 Mulher
Imagem: Colagem feita por Giovanna Csiszar

Após a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas (AMPAS) divulgar os nomes dos indicados do Oscar 2024, algumas críticas com relação às mulheres atuantes na indústria foram compartilhadas nas redes sociais e em fóruns de discussão na internet. A exclusão de Margot Robbie e Greta Gerwig nas categorias de Melhor Atriz e Melhor Direção, respectivamente, foi o principal acontecimento que gerou revolta entre os internautas.

Com grandes nomes femininos compondo o universo cinematográfico, tanto em frente quanto por trás das câmeras, urge a necessidade de continuarmos a dar voz e a devida visibilidade que o trabalho excepcional de cada uma merece, independente de prêmios ou avaliações de terceiros. Com isso, confira os filmes dirigidos por mulheres que estão na disputa pela estatueta.

Anatomia de Uma Queda – Justine Triet

Imagem: Reprodução

Neste drama de tribunal inquietante, Sandra Hüller protagoniza uma escritora alemã que está sendo investigada como suspeita da morte do marido. Quando o corpo é encontrado já sem vida em frente a casa pelo filho do casal, ficção e realidade se entrelaçam, sendo esses os principais conceitos que guiarão o espectador do início ao fim do longa-metragem.

A intensidade que a diretora francesa Justine Triet passa através desta criação modesta, porém minuciosa, lhe rendeu três indicações: as de Melhor Filme, Melhor Direção e Melhor Roteiro Original. Em uma recente entrevista a Variety, Justine mostra grande entusiasmo e surpresa com a notícia: Não criei expectativas porque queria me proteger. Eu estava esperando uma indicação (apenas) para Melhor Roteiro, mas agora isso é totalmente avassalador. Estou muito, muito, muito feliz – e não apenas por mim, mas por toda a equipe. Já se passaram quase três anos desde que começamos a trabalhar neste filme

Anatomia de Uma Queda estreou em 25 de janeiro nos cinemas brasileiros.

Vidas Passadas – Celine Song

Imagem: Reprodução

Inspirado em um momento da vida da própria diretora, Vidas Passadas acompanha Nora (Greta Lee) e Hae Sung (Teo Yoo), dois amigos de infância que acabam se afastando quando Nora e a família se mudam da Coreia do Sul para o Canadá. Após vinte anos eles se reencontram em Nova York, onde enfrentam uma semana difícil ao mesmo tempo que lidam com questões sobre o amor, destino e escolhas.

Em 96 anos de premiação, foram poucos os filmes e atores asiáticos indicados ao Oscar. Contudo, marcos significativos ocorreram recentemente, como a notável vitória de Parasita na categoria de Melhor Filme em 2020 e o feito histórico de Michelle Yeoh em 2023, ao se tornar a primeira mulher asiática amarela a receber o prêmio de Melhor Atriz. A indicação de Vidas Passadas em Melhor Filme e de Celine Song em Melhor Roteiro Original acrescenta mais uma camada a esse panorama, explorando sensivelmente os mistérios do amor em sua narrativa.

Vidas Passadas estreou em 25 de janeiro nos cinemas brasileiros.

Barbie – Greta Gerwig

Imagem: Reprodução

Responsável por arrecadar a maior bilheteria de 2023, Margot Robbie dá vida a boneca mais famosa do mundo. Na Barbielândia, lugar onde as bonecas estão a frente de todas as responsabilidades, ela represente a “Barbie estereotipada” que, um dia, acorda com questões anormais permeando seus pensamentos, e precisa ir até o Mundo Real para resolvê-las.

Por mais que tenha sido indicado em 8 categorias, incluindo Melhor Filme e Melhor Ator & Atriz Coadjuvante, é no mínimo irônico que Greta Gerwig não tenha sido indicada em Melhor Direção. Para um filme que critica de forma primorosa o papel da mulher na sociedade, vemos aqui um grande exemplo do ditado “a vida imita a arte”. Ou, dadas as circunstâncias, será que é o contrário?

Barbie está disponível no catálogo do HBO Max.

Descubra mais sobre Entre Séries

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading

Sair da versão mobile