Críticas | Heartstopper – 2ª temporada

Segunda temporada de “Heartstopper” estreou hoje, 3 de agosto, no catálogo da Netflix.

Críticas Heartstopper
Joe Locke e Kit Connor são os protagonistas da série. (Foto: Netflix/Divulgação)

Estamos vivendo um momento que representatividade importa pelo simples fato de que histórias são importantes. Seja ela romântica, religiosa, étnica, geracional, conseguimos perceber que, quando tratadas com o devido respeito, essas narrativas são essenciais para que mudanças aconteçam dentro e fora das telas.

Heartstopper, adaptada de obra de Alice Oseman (que também escreveu todos os episódios), retornou à Netflix e aprofundou os enredo iniciados em abril de 2022. Agora oficialmente juntos, Nick (Kit Connor) e Charlie (Joe Locke) precisam navegar pelo relacionamento enfrentando familiares incômodos, colegas de classe intrometidos e problemas pessoais.

Mas não é somente eles que possuem destaque dentro dos novos oito episódios. Tao (William Gao) e Elle (Yasmin Finney) finalmente reconhecem seus sentimentos românticos; Tara (Corinna Brown) e Darcy (Kizzy Edgell) enfrentam obstáculos diferentes dentro do relacionamento; Isaac (Tobie Donovan) também se descobre dentro da comunidade LGBTQIA+ e Imogen (Rhea Norwood) também começa a se compreender em novos enredos e amizades.

Assim, presenciamos de forma natural o crescimento de adolescentes que estão atuando conforme a própria idade. E é delicioso assistir como esse processo acontece para as personagens, como enfrentam problemas e conseguem dialogar aos poucos. Oseman possui uma precisão maravilhosa ao narrar esses enredos, nas páginas e na série.

Além disso, é palpável uma ternura que é tratado tudo envolvendo a série – mesmo com um formato mais amarrado, cujos crescimentos precisam ser acelerados muitas vezes. Com isso, é necessário salientar como Oseman transforma suas páginas para a tela organicamente, com semelhanças absurdas em cada detalhe e deixar fãs buscando easter-eggs a cada episódio.

Por fim, Heartstopper não emociona apenas quem se identifica com as personagens e suas trajetórias pessoais, mas qualquer pessoa que se apegue a elas. Saímos dos oito episódios mergulhados na playlist oficial (que traz Maggie Rogers, Carly Rae Jepsen, Taylor Swift, mxmtoon, the 1975 e Baby Queen) que celebra suas narrativas com maestria. A edição, incluindo detalhes da graphic novel, também torna tudo especial, mostrando como realizar algo tão próximo ao material original, que faz tudo ser mesmerizador.

A segunda temporada de Heartstopper estreou hoje, 3 de agosto, no catálogo da Netflix.

Ative o JavaScript no seu navegador para preencher este formulário.

Anúncios

Descubra mais sobre Entre Séries

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading