Opinião | O problema de ‘The Handmaid’s Tale’

“The Handmaid’s Tale” está disponível pelo Paramount+ no Brasil.

16197017144436 1
Série é estrelada por Elisabeth Moss. (Foto: Reprodução)

Ninguém poderá discutir o quão incrível é a primeira temporada de The Handmaid’s Tale, lançada em 2017 pela Hulu. Entretanto, precisamos conversar sobre as outras temporadas.

Seja a segunda, a terceira, mais recentemente, a quarta temporada, The Handmaid’s Tale se tornou sinônimo de algo enrolado, raivoso e, principalmente, desconcertante. Não está confortável assistir. Está andando em círculos. E estamos vendo uma situação sem solução, gerando raiva nos espectadores que esperam alguma gritaria.

Como Mikannn explicou em seu vídeo, o momento talvez tenha sido o principal fator de estarmos tão propensos a esquecer sobre a série. Não vemos luz no fim do túnel sobre o destino de June. E não enxergamos que haverá alguma revolução de fato. E se justiça realmente será feita.

Mesmo com os episódios recentes mostrando – finalmente – June confrontando Joseph e Serena, The Handmaid’s Tale se colocou em um campo minado, onde dificilmente conseguirá agradar a todos que acompanham a história. Importante trazer a história do trauma – e como difere para cada um -, mas precisa de mais.

Assim como exemplado pela EW, está na hora de colocar um fim ao seriado. Ainda mais sabendo que Os Testamentos, também de Margaret Atwood, ganhará adaptação.

É o momento de concluir a história de June Osborn e suas colegas.

Descubra mais sobre Entre Séries

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading