Anúncios

Resenhas | Rainhas do Crime

Mesmo com um elenco bom, filme não traz todo o seu potencial.

Melissa McCarthy, Tiffany Haddish e Elisabeth Moss são as protagonistas.

Hells Kitchen, Nova York, década de 1970.

Este é o cenário de Rainhas do Crime, novo filme da Warner Bros., em parceria com a New Line Cinema, que chega amanhã, 8 de agosto, aos cinemas brasileiros.

Mesmo com Melissa McCarthy, Tiffany Haddish e Elisabeth Moss como as protagonistas, o longa-metragem, baseado em história da Vertigo (selo da DC Comics), não entrega o potencial de suas estrelas.

A história é simples: três esposas da máfia irlandesa acabam assumindo as posições dentro do esquema após o FBI prender os maridos. Ao decorrer dos 103 minutos de duração, cada uma tem sua vida pessoal explorada de maneira superficial e tentam emplacar uma amizade repentina entre as três mulheres.

Rainhas do Crime tinha o potencial de falar mais sobre a violência doméstica, sobre os negros em Nova York no século XX, e, principalmente, sobre as mulheres se apoiarem, fazer da história algo feminista. Porém, o filme passa superficialmente nos assuntos e prefere exaltar violência e o uso do medo para conseguir o que desejam.

O enredo se mistura demais, criando situações em cima de situações que empobrecem os diálogos e os objetivos das personagens. É cansativo ver as mesmas questões serem abordadas e, quando há motivos para a virada, nada acontece.

Até mesmo a trilha sonora é colocada de maneira errada, assim como alguns cortes da edição. Muita coisa pareceu deslocada e fora do ritmo intendido. Andrea Berloff, roteirista e diretora do projeto, não conseguiu emendar tudo de maneira coesa.

No fim, Rainhas do Crime será um filme a ser esquecido nas filmografias dos atores. Mesmo com um elenco estrelado e com uma história interessante, o longa-metragem se perdeu em seus enredos e ao tentar alçar voos longos para o seu propósito.

Rainhas dos Crime estreia amanhã, 8 de agosto, no Brasil.

Anúncios

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: