Anúncios

Resenhas | One Day At A Time – 1ª temporada

Série explora dificuldades familiares.

A série, recentemente renovada pela Netflix, deseja se empenhar, tanto quanto sua inspiração, para mostrar que precisamos nos apoiar na família e amigos e que, mesmo que há problemas entre si, há sempre alguém que te ajudará.
A série, recentemente renovada pela Netflix, deseja se empenhar, tanto quanto sua inspiração, para mostrar que precisamos nos apoiar na família e amigos e que, mesmo que há problemas entre si, há sempre alguém que te ajudará.

One Day At A Time não é simplesmente uma sitcom. Lançada no dia 6 de janeiro, pouco mais de 10 dias antes de Donald Trump assumir a presidência dos Estados Unidos, a série lida com a imigração, a história cubana e aceitação.

Não é algo simples. Em seus 13 episódios, a atração trouxe, em diversos momentos, lágrimas e histórias pertinentes ao que o mundo vive atualmente. Justina Machado, que interpreta a protagonista Penelope, mostra uma mulher bem resolvida, que precisa lidar com a recente separação do marido, a adaptação de não estar mais na Guerra e voltar a viver com os dois filhos e a mãe. Ela demonstra, em cenas como a de terapia e a que finalmente aceita tomar os anti-depressivos, que ela não está no estado em que estava antes de participar da Guerra.

Seus filhos, Elena e Alex (vividos por Isabella Gomez e Marcel Ruiz), se comunicam de forma orgânica com o ambiente em que estão inseridos. Elena, uma jovem feminista, engajada em movimentos sociais e de meio-ambiente, se desenvolve aos poucos e, ao descobrir sua verdadeira identidade, desbrocha e a personagem fica mais leve.

Ruiz, por outro lado, se adapta ao ambiente de ter três mulheres ao seu redor. Suas interações paternais com Schneider, interpretado por Todd Grinnell, são belíssimas e se encontram com o que esperamos em um jovem de 12 anos, inciando suas buscas pelo o que quer.

O destaque para Rita Moreno como Lydia, mãe de Penelope. A cubana de pensamento forte e de valores chamados tradicionais, se mostra forte e se desmancha quando necessário, para mostrar sua vinda anda fácil para a América. Stephen Tobolowsky também exalta boa interpretação como o chefe de Penelope.

A série, recentemente renovada pela Netflix, deseja se empenhar, tanto quanto sua inspiração, para mostrar que precisamos nos apoiar na família e amigos e que, mesmo que há problemas entre si, há sempre alguém que te ajudará.

Anúncios

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: