Anúncios

Resenhas | O Mundo Sombrio de Sabrina – Um Conto de Inverno

Episódio especial segue apenas para mostrar mais mitologia e assentar espaço da segunda temporada.

Personagem de Kiernan Shipka se aproxima de sua ligação mística.
Personagem de Kiernan Shipka se aproxima de sua ligação mística.

A primeira temporada de O Mundo Sombrio de Sabrina faz questão de dar espaço para mitologia e estabelecer a vida dupla da personagem título, vivida por Kiernan Shipka.

No especial de natal, lançado ontem, 14 de dezembro, podemos perceber que foi apenas algo para continuar a assentar sua própria história.

O especial (intitulado de Um Conto de Inverno) não andou muito na história, mas deixou espaço para um crescimento na segunda temporada, que está confirmada para abril de 2019 pela Netflix.

Entre espíritos de crianças órfãs e um demônio que prende as crianças em estátuas de cera, o episódio quis mostrar que Sabrina Spellman contar aos amigos sua dualidade trouxe consequências. Harvey (Ross Lynch) informa, agora, sua posição de não estar próximo a magia, por exemplo.

Algo interessante é saber qual será o destino do bebê Letícia, que nasceu no fim do primeiro ano e precisou ser escondida por Zelda para que Blackwood não a sacrificasse. 

Outros detalhes não são explorados. Madame Satã (Michelle Gomez) teve pouca participação, mesmo interferindo em um momento importante entre Sabrina e as Irmãs Estranhas. Mesmo assim, não houve o seu próprio desenvolvimento, seu próprio arco, algo que aconteceu durante a primeira temporada.

O especial era algo esperado, apenas para dar um gosto sobre o que os fãs devem esperar na segunda temporada. Os 50 minutos são dispostos para expandir uma mitologia existente e saber que há algo maior esperando pela protagonista.

Anúncios

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: