Longa-metragem vai além do começo do Planet Hemp e mostra como encontros pode mudar rumos.

Renato Góes e Ícaro Silva protagonizam o filme.
Renato Góes e Ícaro Silva protagonizam o filme.

Não há dúvidas que o Planet Hemp é um marco no cenário musical brasileiro. Quando surgiu, em 1993, a banda sofreu censuras por cantar letras políticas e com temas polêmicos.

Seria óbvio mostrar o caminho da banda em uma cinebiografia, mas Johnny Araújo e Gustavo Bonafé não quiseram um atalho e, no lugar, Legalize Já! Amizade Nunca Morre é uma grande história de amor.

Desenvolvido há 10 anos e gravado em 2016, o longa-metragem traz Renato GóesÍcaro Silva como Marcelo D2 e Skunk, os idealizadores do projeto musical. A amizade repentina e espontânea entre os dois é o grande tema do longa-metragem, que consegue destacar a hipocrisia vivida no Brasil na década de 1990 e que ainda assombra a população brasileira.

Os dois atores estão muito bem em seus papéis, incluindo nas cenas com canto onde os dois emprestam suas vozes verdadeiras. Góes revelou na coletiva de imprensa, por exemplo, que passou 8 meses em uma banda só cantando músicas da banda para conseguir enfrentar a responsabilidade. E valeu a pena.

É oportuno que o filme chegue neste momento tão importante. Segundo Paulo Roberto Schmidt, produtor do longa, soa como um grito de liberdade. Legalize Já! se mostra assim mesmo, com sua própria voz, buscando uma maneira de fazer seu próprio protesto.

A intenção de cenas hiper-saturadas e com pouco contraste é um acerto gigantesco. Assim como as músicas e a trilha sonora, que demonstram não somente a ascensão da banda, como um espectro da realidade.

Legalize Já! Amizade Nunca Morre estreia em 18 de outubro nos cinemas brasileiros.

Anúncios

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.