Anúncios

Resenhas | Doctor Who – Twice Upon a Time

Resenhas | Doctor Who – Twice Upon a Time

Especial, que marcou a despedida de Peter Capaldi, mostra novamente como lidar com despedidas.

Episódio também marcou a despedida de Steven Moffat.
Episódio também marcou a despedida de Steven Moffat.

Despedir-se de uma personagem não é fácil. Seja como ator ou telespectador, criamos uma empatia e certa devoção a personagem e, quando chega o momento da série mudar, cancelar ou qualquer que seja o motivo, precisamos falar um “obrigado e até logo”.

Talvez esse seja o motivo de Doctor Who ter investido tão pouco na história e focar em sentimento neste episódio especial de natal. Tanto Peter Capaldi, que interpreta o 12º Doctor, quanto Davud Bradley, que interpretou a primeira face do personagem título no episódio, lutaram conta a regeneração. Assim como as outras anteriores, como Matt Smith e David Tennant, o passado assombrou Capaldi e suas aventuras e companhias eram essenciais para que continuasse.

O personagem de Mark Gatiss serviu apenas como uma desculpa, algo para mostrar que mudar o tempo não resolve nada e que precisamos aceitar nossos destinos. Assim como Bill (Pearl Mackie), que mostrou ao Doctor que as memórias continuam. Até Clara (Jenna Coleman) e Nardole (Matt Lucas) voltaram para se despedir e falarem que um novo começo estava chegando.

Marcando a despedida de Steven Moffat e Peter Capaldi da série, os momentos finais trouxeram Jodie Whittaker como a 13ª Doutora, a primeira mulher a assumir o personagem de mais de 50 anos. Enquanto Capaldi trouxe uma seriedade, ela talvez trará uma leveza e uma força ainda não vista pelos telespectadores.

Diferentemente de Smith, que encerrou sua jornada como o personagem no especial de 50 anos, a despedida de Capaldi serviu como um fim de um era. Algo semelhante ocorreu quando Tennant se despediu do papel, porém, agora, encerra muito além do que o 10º interprete do Doctor poderia querer. Mesmo com altos e baixos em suas temporadas, Capaldi e seu carisma conseguiram deixar a base da fãs intacta, buscando sempre acolher assuntos importantes, mesmo com Moffat sendo o showrruner.

O episódio especial serviu para marcar despedias e mostrar que, novamente, está tudo bem não querer partir, mas que sempre teremos novos começos.

 

Anúncios

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: