Resenhas | Aves de Rapina (Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa) | Entre Séries

Resenhas | Aves de Rapina (Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa)

“Aves de Rapina” estreia amanhã, 6 de fevereiro, no Brasil.

Margot Robbie retorna como Arlequina.

Aves de Rapina (Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa) traz um lado novo para a DC Comics nos cinemas.

Colorido, feminista e com cenas poderosas, a emancipação das mulheres de Gotham se completam ao longo da narrativa. Margot Robbie, Mary Elizabeth Winstead, Jurnee Smollett-Bell, Rosie Perez e a novata Ella Jay Basco formam um laço incrível durante 109 minutos.

Cathy Yan trouxe cenas de ação bem trabalhadas e coreografadas, recheadas de momentos que garantem celebrações. Enquanto Canário Negro e Arlequina têm formas únicas de lutarem, Renée Montoya se impõe dentro da força policial.

Ewan McGregor e Chris Messina se destacam como Máscara Negra e Zsasz. Caricatos, os personagens permitem o absurdo e suas caretas.

A trilha sonora incrível também ajuda a narrativa de Aves de Rapina (Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa). Com “It’s a Man’s World”, “Barracuda” e “Woman”, o filme consegue ir além das telas e se desenvolve através das músicas escaladas por Daniel Pemberton.

Longe de ser uma obra-prima, Aves de Rapina (Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa) diverte, traz uma mensagem interessante e mostra as personagens de Gotham City fora da bolha anteriormente apresentada.

Aves de Rapina (Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa) estreia nesta quinta-feira, 6 de fevereiro, no Brasil.

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: