Anúncios

Primeiras Impressões – ABC

Saiba o que achamos das séries da fall season da ABC.

Séries são uma mistura de boas e más experiências.

The Good Doctor  (estreou 25/09) – Com Freddie Higmore no papel de Shaun Murphy, a nova série médica de David Shore possui uma narrativa conhecida, mas importante para mostrar as razões do personagem principal. O mais novo residente cirurgico do hospital de São José está no espectro do autismo e da síndrome do Savant. As ligações entre presente e passado, mostra a formação de Murphy.

Personagens coadjuvantes com histórias tão interessantes quanto o protagonista, a série busca mostrar as novas ligações de Murphy e como ele consegue estabelecer relacionamentos.

A série é linda, que pode muito bem ser a nova This is Us da temporada.


The Mayor  (estreou 03/10) – A comédia sobre o jovem rapper que concorre ao cargo de prefeito de uma cidade da California, e, de forma surpreendente, ganha, é um dos melhores pilotos da temporada.  Criada por Jeremy Bronson, a série é estrelada por Brandon Michael Hall, Lea Michele e Yvette Nicole Brown, esses três com destaques maravilhosos e corretos.

O seriado é positivo, cheio de boas referências e momentos fofos. É ótimo ver Michele fora da asa de Ryan Murphy e com um ótimo elenco ao seu lado. Hall é uma surpresa maravilhosa, que sabe dosar os aspectos de seu personagem. Além disso, a música criada por Daveed Digs para cada episódio será algo fenomenal de ser assistido.


Marvel’s Inhumans (estreou 29/09) – A nova série da Marvel para a Netflix não é incrível, mas também não é a mais horrível. Com efeitos gráfico pobres e um texto mediano, o seriado é cheio de escolhas horrorosas. Não pelo elenco, mas pelas escolhas sobre como mostrar um grupo relativamente novo para o público.

Maximus, personagem de Iwan Rheon, deveria ser um vilão, mas seus ideais são mais próximos ao de um herói. Seus métodos, porém, são equivocados e, obviamente, precisa incluir uma rivalidade entre irmãos. Incrível ver o comprometimento de Anson Mount como Raio Negro. A criação de um sistema de linguagem de sinais próprio, é a prova que ele se encanta pelo personagem.

Os próximos episódios são melhores e mostram que a série precisa de tempo.


Kevin (Probably) Saves The World  (estreou em 03/10) – A surpresa agradável da temporada, a série estrelada por Jason Ritter e JoAnna Garcia é emocionante e com detalhes bem pensados. As histórias antes do episódio piloto estão presentes e agregam aos personagens.

Transitando entre a comédia e o drama, a série só precisará manter a sequência de bons diálogos e boas formas de manter o quarteto protagonista em destaque.

Kimberly Hebert Gregory é uma ótima adição ao elenco e traz a medida certa de interação com Ritter.


Ten Days in The Valley (estreou 01/10) – Mesmo com um elenco incrível, a série é sonolenta e cheia de clichês. A premissa é incrível, onde as possibilidades eram infinitas. Mas, colocaram a mãe workaholic que usa drogas para dar uma melhorada na imaginação.

A combinação de edição, clichês roteirizados e nenhum criação de empatia pelos personagens, foi o suficiente para não ter a sensação que deveria ser com esse thriller psicológico.  Os diversos suspeitos, as mentiras e cada detalhe que falta – e possivelmente será super importante no final – é mais do mesmo.

 

 

 

Anúncios

Deixe seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.