Warning: Trying to access array offset on value of type bool in /var/www/html/entreseries.com.br/web/wp-content/plugins/easy-google-adsense/main.php on line 185

Críticas | Succession -3ª Temporada

Anúncios

Em sua terceira temporada, “Succession” continua a ser um dos dramas mais imersivos da televisão norte-americana.

Quando Succession levou o Emmy de Melhor Série – Drama em setembro de 2020, já se sabia que a terceira temporada precisaria “subir o sarrafo” e mostrar que não era momentânea. Mesmo adiada devido à pandemia de Covid-19, os nove episódios da terceira temporada foram, em muitos momentos, cheia de incisão para lembrar o espectador que ninguém da família Roy é realmente confiável.

Após a exposição da Waystar, Kendall (Jeremy Strong) está a pleno vapor, trazendo todos que pode para mostrar que há valor no que está acusando. Com seu temperamento instável – e se apoiando em papéis -, o personagem mostra que, no fundo, é um Roy, onde sua palavra é determinante e que não acredita em contrariedade.

Enquanto isso, vemos Logan (Brian Cox) preocupado no início da nova temporada; Shiv (Sarah Snook) estabelecendo nova posição na empresa; Tom (Matthew Macfayden) contempla suas opções; Connor (Alan Ruck) se desvia do caráter familiar; Greg (Nicholas Braun) fica na corda-bamba; e Roman (Kieran Culkin) continua a sua busca pela aprovação paternal.

Em seus nove episódios inéditos, Jesse Armstrong (criador do drama da HBO) trouxe diálogos afiados, embates importantes e elevou as questões entre os familiares. A nova temporada se aprofundou no egocentrismo de seus personagens, nas próprias escolhas e como, individualmente, se comportam quando atestam suas capacidades – além de, nos últimos instantes, quebrar as pernas dos três protagonistas de maneira que situa como os próximos capítulos vão se desenrolar.

Succession se estabelece, mais uma vez, como uma das produções mais ambiciosas e incríveis do século XXI. Armstrong consegue mostrar um drama familiar que se escora nos lados corporativos, em busca da própria narrativa dentro de um espaço hostil. É algo deliberado, monstruoso e, principalmente, fascinante.

Advertisements

As três temporadas de Succession estão disponíveis pela HBO Max.

Sobre

Ana Guedes

Ana Guedes

Assistir série de TV é uma religião desde 2006, quando "Charmed", "House" e "CSI" entraram na vida. Adoradora do cinema, dos livros e do mundo geek. Jornalista formanda em 2015.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.