Anúncios

Criadora de ‘SMILF’ está sob investigação por má-conduta e violação de regras da indústria

Criadora de ‘SMILF’ está sob investigação por má-conduta e violação de regras da indústria

Segunda temporada de “SMILF” estreia em 20 de janeiro pela Showtime.

Showtime ainda não comentou sobre o assunto.
Showtime ainda não comentou sobre o assunto.

Em uma extensa reportagem, o The Hollywood Reporter informou hoje (17) que Frankie Shaw, criadora de SMILF, está sob investigação após acusações de comportamento abusivo e violação das regras da indústria com parte do elenco e equipe da série da Showtime.

De acordo com a reportagem, atores desistiram de participar da possível terceira temporada após quebras de contrato (uma envolvendo cena de sexo), e até acusações de separar roteiristas por sua raça.

Através de um advogado, Frankie (que ganhou prêmio em 2012 por seu curta sobre mães solteiras que resultou na série) negou qualquer acusação. “Trabalho diariamente para criar um ambiente em que todos se sintam seguros, e onde posso continuar a crescer como líder e gerente. Estou agora e sempre aberta para ouvir e saber de todas as preocupações e problemas que estão sob o meu controle. É triste saber que alguém se sentiu desconfortável no meu set. Eu espero que possamos trabalhar juntos para resolver qualquer problema, estou comprometida em criar um ambiente de trabalho em que todos se sintam seguros e ouvidos”, disse a nota enviada por representantes da atriz.

Segundo fontes ouvidas pelo THR, já ao final das gravações da segunda temporada em agosto, Rosie O’Donnell contactou executivos da Showtime e produtores para falar sobre o set caótico e problemático. De acordo com a publicação, Rosie ficou preocupada, principalmente, com o tratamento de Shaw com Samara Weaving.

O THR disse que Samara está deixando a série após mencionar que houve quebra de contrato durante uma gravação de uma cena de sexo da segunda temporada. A atriz reclamou com a Disney (um dos estúdios que produz a série) e com o Sindicato de atores. Samara não comentou sobre o assunto. Rosie, em nota divulgada após a história ser revelada, disse que adora trabalhar em SMILF e deverá retornar para a possível terceira temporada, que deverá ser ambientada parcialmente na Irlanda.

Roteiristas também reclamaram com o sindicato, dizendo que eram separadas por raça e, os não-caucasianos, sentiam que suas ideias não eram exploradas. Nenhum roteirista quis comentar sobre o assunto com o THR.

Apesar de diversas pessoas da equipe terem procurado a reportagem para dizer que o ambiente é saudável, outros procuraram de forma anônima para reclamar e dizer que sentem que possam ser sabotados caso falem abertamente sobre o caso.

SMIFL retorna para a segunda temporada em 20 de janeiro pela Showtime;

Anúncios

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: