Anúncios

Resenhas | Carnival Row – 1ª temporada

Ambientada em uma era Vitoriana fantasiosa, “Carnival Row” se torna política com os assuntos abordados.

Série é estrelada por Orlando Bloom e Cara Delevingne.

Um romance fantasiado na Era Vitoriana, misturando a mitologia e a política. Essa poderá ser a melhor descrição sobre Carnival Row, nova atração da Amazon Prime Video.

Com Orlando Bloom e Cara Delevingne como protagonistas, a série é baseada no roteiro de Travis Beacham (Círculo de Fogo) e um dia teve Guillermo del Toro como diretor. Apesar da tentativa de criar uma fantasia épica aos moldes de Game of Thrones e até de O Senhor dos Anéis, a série poderá muito bem ser um conto procedural e político.

A história segue criaturas místicas (fadas, centauros, lobisomens e afins) que precisaram sair de seus habitats após uma guerra que devastou seus lares. Agora, sete anos após o fim da batalha, esses seres precisam viver ao lado dos humanos hostis e se encontrarem novamente na sociedade.

Um bom aspecto abordado em Carnival Row é o lado político, principalmente a imigração forçada e preconceito. As similaridades com a realidade faz do projeto algo relevante na sociedade, mesmo que peque com histórias lentas (os episódios beiram os 55 minutos de duração).

O personagem de David Gyasi, por exemplo, segue um caminho para ser aceito na comunidade aristocrata. O enredo entre ele e os personagens de Tamzin Merchant e Andrew Gower se destaca por ser denso de maneiras que poderiam estar em histórias contemporâneas.

Apesar do cenário acinzentado, com pontos de sombra exagerados, é entendível por se ambientar em uma época dominada pela indústria. O enredo dos crimes acontecendo na cidade fazem parte do destaque positivo da série, principalmente por se encaixarem em todos os enredos soltos.

Carnival Row estreia em 30 de agosto pela Amazon Prime Video. Versões dubladas chegam apenas em 22 de novembro na plataforma.

Anúncios

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: