fbpx

Críticas | Velozes e Furiosos 9

“Velozes e Furiosos 9” estreia em 24 de junho nos cinemas.

Filme é dirigido por Justin Lin. (Foto: Reprodução)

Velozes e Furiosos 9, que estreia em 24 de junho nos cinemas, entrega tudo que os fãs da franquia desejam: velocidade, espionagem, família. Não há como negar que esses atributos são o que fazem a saga tão popular.

Com participações de Charlize Theron e Helen Mirren, Velozes e Furiosos 9 passeia pelo mundo para ressaltar o tema familiar. Seja como família de sangue, ou a que você escolhe, o filme proporciona tais eventos para mostrar que laços são eternos.

Há, entretanto, algo desgastante na franquia. Talvez seja o fato de tudo ficar impossível, com até diálogos mostrando que são invencíveis – o que não torna nada crível. Misturando flashbacks e o presente, a narrativa se desenrola para trazer algo inovador para a franquia, algo que consegue ser memorável em algum momento – mas não pelos motivos certos.

Parte do elenco é sofrível em suas atuações. A cafonice se sobressai nos diálogos e em como a trama é resolvida. Missões impossíveis, ações impensáveis, tramas absurdas. Tudo fica demais e perde parte da credibilidade – e longe do coração que é Velozes e Furiosos.

Em suma, os fãs da franquia vão adorar Velozes e Furiosos 9 por sua trama, por sua velocidade, por voltar as às origens e abraçar o futuro. Entretanto, é com alegria que comemoro que o décimo filme será o último filme da franquia. Basta esperar o próximo.

Assine nossa newsletler e compartilhe nas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *