fbpx

Críticas | Monster Hunter

Filme estreia em 25 de fevereiro nos cinemas.

Filme é dirigido por Paul W.S. Anderson. (Foto: Reprodução)

Adaptar jogos de video-games, com uma imensa mitologia, se tornou um tabu em Hollywood. E, apesar de divertirem, acabam em um mar de clichês que se sobrepõe ao encanto da imersão.

Monster Hunter, novo filme de Paul W.S. Anderson, acaba nessa pagina. Em um sessão de efeitos grandiosos e roteiro básico, o longa-metragem diverte pela capacidade do diretor e de seu elenco.

O filme conta a trajetória de uma oficial do exército que acaba em um mundo paralelo, precisando ser salvar de monstros que caçam humanos. A premissa simples não deixa a desejar no quesito introdutório, mas foca rasa para aqueles que conhecem o universo.

Milla Jovovich continua impecável em seu compromisso com longas-metragens. Enfrentando três monstros da mitologia dos games, a Tenente Ártemis talvez seja a principal força do filme.

Lições aprendidas, Monster Hunter poderá facilmente ganhar sequências e se tornar uma grande franquia como Resident Evil.

Monster Hunter estreou em 25 de fevereiro nos cinemas.

Comentários

%d blogueiros gostam disto: